quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Reduzir o preço da gasolina é uma péssima ideia dos governos do PT que a Petrobrás com Temer decidiu copiar



"Por duas vezes nas últimas semanas, a nova direção da Petrobras anunciou reduções do custo dos combustíveis nas refinarias, alegando que o preço para o consumidor final cairia (não é verdade: os postos não repassam a redução para o preço final). O resultado dessa medida é um impacto positivo na inflação e uma queda das receitas da empresa. Bom para o governo, péssimo para a Estatal, exatamente como ocorreu durante os 13 anos do governo petista."

"Com tudo somado, o efeito da redução de preços é ruim para o país: a Petrobras venderá mais gasolina no mercado interno (receberá reais para isso); vai ter menos combustível para exportar (receberá menos dólares); vamos ter mais poluição e talvez um uso ainda maior de carros particulares para o deslocamento dos brasileiros; o álcool, menos poluente, ficará mais caro, proporcionalmente, e deve vender menos, deixando de beneficiar o ar das grandes cidades. Se a Petrobras subisse o preço da gasolina, teria uma receita maior em reais e o consumo cairia, liberando mais gasolina para exportação (recebendo dólares por ela); o álcool ficaria mais competitivo, cresceria seu consumo, geraria mais empregos no campo e o ar das cidades ficaria melhor."

Estes são dois trechos do artigo "Reduzir o preço da gasolina é uma burrice intolerável", assinado por Leão Serva em coluna na Folha. Clique aqui para ler o texto integral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário